O futuro da Serigrafia. Conheças as novas técnicas de impressão digital

Tempo de leitura: 4 minutos

Atualmente, o mercado de estamparia está em alta, devido a moda das personalizações. 

Esse é um mercado que abrange diversas áreas de atuação, negócios e necessidades: seja para empresas, para revenda, para uso pessoal ou para presentear. 

Existem diversas técnicas de estamparia para cada uma das necessidades do cliente, como a serigrafia, por exemplo. Neste post falamos um pouco mais sobre algumas técnicas.

Continue lendo e saiba mais!

A Serigrafia e o Silk Digital

Existem diversas técnicas de estamparia disponíveis no mercado e deve ser difícil escolher entre elas, não é? Temos desde técnicas centenárias, como a Serigrafia, até as mais modernas e digitais, como o Silk Digital.

Serigrafia (Silk Screen)

A Serigrafia é o processo mais antigo que existe. Desde os tempos passados, existe no Oriente o estêncil para a aplicação de padrões em diversos tipos de superfície. Na China, os recortes em papel eram utilizados como máscaras para estampas, principalmente em tecidos. 

Já no Japão, o processo com estêncil ganhou destaque quando as armaduras dos samurais, as cobertas de cavalos e os estandartes possuíam emblemas aplicados através desta técnica.

No processo de Serigrafia moderno, são usadas telas com os recortes que farão parte da estampa. Desta forma, no momento em que as telas forem colocadas sobre a peça que será estampada, a tinta passará apenas pelos espaços recortados. É uma técnica que exige trabalho manual.

Para passar a tinta para o tecido, são usadas pranchas que manterão a camisa esticada. Em seguida, a tela é apoiada na área que será estampada e a pessoa responsável por estampar a camisa passa, então, um rodo sobre a tela para distribuir uniformemente a tinta no tecido.

Esta técnica é uma das mais demoradas, uma vez que, para cada cor da estampa, é necessária uma tela diferente. Isto também torna a Serigrafia um processo caro para pedidos com pequenas quantidades de produto.

Entretanto, se forem pedidos com grandes quantidades, a Serigrafia acaba se tornando a mais em conta, uma vez que o custo das telas é fixo.

Vantagens

Entre todas as técnicas da estamparia, a Serigrafia é uma das mais resistentes, além de possuir um baixo custo em equipamentos para serem usados na produção. A Serigrafia ainda funciona muito bem em tecidos escuros.

Desvantagens

Por necessitar de uma tela para cada cor da estampa, há uma limitação na quantidade que pode ser usada na estampa. Além disso, para que compense os gastos com as telas, é preciso que o pedido seja feito em grandes quantidades.

Silk Digital (Impressão digital)

Se formos explicar de forma simples, é exatamente o que o nome diz: a estampa é impressa diretamente na camisa.

A Impressão Digital, também conhecida como Silk Digital ou DTG (Direct To Garment Printing), é o que há de mais moderno na área da estamparia e pode ser considerado a Serigrafia moderna, pois entrega quase a mesma qualidade que a outra técnica, mas com mais rapidez e sem a necessidade de usar várias telas para estampar a camisa.

Também é possível usar o Silk Digital para criar peças piloto de uma coleção da sua loja, a estampa de uma camiseta que será usada em um único evento da sua empresa ou testar uma estampa antes de produzir em larga escala.

O custo final de produção acaba sendo menor do que o da Serigrafia, quando feitos pedidos em pequenas quantidades. Entretanto, o custo do equipamento com certeza é, de longe, o mais caro entre todas as técnicas apresentadas aqui. 

Contratar estamparias para produzir suas camisas talvez compense mais do que adquirir os equipamentos!

Vantagens

Com o Silk Digital, é possível imprimir diretamente em tecidos escuros, sem deixar detalhes visíveis, como a aparência adesivada que o Transfer, outra técnica da estamparia, deixa.

Além disso, as cores não são limitadas, permitindo maior liberdade criativa. E é possível produzir camisas por demanda, já que não existe limite mínimo para a produção.

Desvantagens

Além de ser recomendada a aplicação em camisas de algodão, as tintas e os equipamentos não são baratos, inclusive, necessitam de manutenções periódicas no equipamento.

Como decidir qual a melhor técnica da estamparia para as suas necessidades?

Se você já tem o conceito e as ideias para dar o seu toque personalizado aos produtos e criar peças exclusivas, seja para eventos, para uso próprio ou para vender, o próximo passo a ser dado é decidir como eles serão produzidos.

Para que seus produtos personalizados ofereçam um diferencial e se destaquem da concorrência, é importante investir em alguns conceitos básicos, como no design dos produtos e na qualidade do material.

Entretanto, é preciso analisar alguns pontos essenciais para não desperdiçar tempo e dinheiro à toa. É importante saber quais serão as suas necessidades, o quanto você está disposto a investir no processo de personalização de produtos, se é melhor fazer por conta própria ou contratar uma estamparia… é preciso analisar tudo com calma!

Esperamos que tenha curtido este post. Assine a newsletter para receber mais conteúdos como esse!